blog do Bem!


Como vale a pena!

Olá amigos do Bem!

Você conhece a história daquele catador de conchas que jogava de volta ao mar as pequenas estrelas marinhas que ele encontrava na areia da praia? Lembra da resposta dele ao ser questionado por um banhista sobre a inutilidade do que ele fazia?

Sábado cedo, dia nublado, bom para comprar o jornal, algumas revistas semanais, sentar na padaria, e tomar um demorado e saboroso café da manhã. Foi isto que fizemos. Qual não foi minha surpresa ao ver que o garçon que veio servir a nossa mesa era um dos jovens que participou do Projeto Mutação na comunidade Paraisópolis, o Tiago. Que alegria ver aquele jovem longe dos narcotraficantes, trabalhando honestamente, como uma maneira de financiar seu objetivo que é a faculdade. Mas isto era apenas um pedaço da surpresa.

O Tiago contou que depois de ter recebido o diploma do curso "Enfrentando o futuro com coragem", do Projeto Mutação, ele e outros jovens apresentaram um projeto às sociedades voluntárias da Paraisópolis, e conseguiram recursos materiais e financeiros para fundar um espaço para o desenvolvimento contínuo de jovens - "Espaço da Juventude de Paraisópolis". Dez! Que atitude! Que cidadania! Agora eles têm um local para se encontrar, trocar idéias, levar palestrantes para ensiná-los, voluntários para dar aulas, treinamentos e ajudá-los a se tornarem melhores Seres humanos e cidadãos.

Entenderam o que o catador de conchas respondeu ao banhista que tentou desanimá-lo? Pois bem, hoje eu senti este mesmo prazer de catador mais uma vez, e posso garantir que vale muuuito a pena se dedicar ao próximo, nem mesmo que seja para dar uma nova possibilidade a somente uma estrelinha!

Seja Feliz! Possibilite outros a também serem Felizes! Um pequeno gesto seu será um grande para quem precisa!

Abraços,

Marcos Aranha Ü


Publicado às 20h59.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


A dose certa

Olá amigos do Bem!

Na terça feira publicamos o texto que abordava "A decisão de agir, ou reagir, é só sua". Quer ver um bom exemplo disto? Fato: uma simples notícia mal escrita, por um correspondente mal profissional. Com certeza nosso presidente não lê o blog do Bem e errou na dose, sua reação foi tão mal, ou pior, que a notícia. Deixou de agir, preferindo reagir. O Brasil mergulhou numa semana difícil pela reação de um homem impulsivo. Nós, brasileiros do Bem, não merecemos isto. O Brasil não é uma pequena ilha onde as decisões podem ser tomadas antes mesmo do fim de um charuto. Lá tudo vira conspiração, aqui, só quem sofre de esquisofrenia política.

Fica aqui uma reflexão para todos nós aprendermos sobre esta maneira de reagir impulsivamente aos acontecimentos, imaturamente, vendo apenas o próprio e restrito ponto de vista, sem pensar no outro, e em todos.

Deixo aqui um exercício que é ótimo para todos fazerem, ao fim do dia, ou da semana.

Sente-se num lugar confortável.

Feche os olhos.

Comece a fazer uma retrospectiva da sua semana. De 6a para 2a feira. Da noite para a manhã.

Não se surpeenda se parar na 4a feira. Continue, insista. Este é um exercício que desenvolve uma habilidade que todo Líder tem.

Qual?

Faça e descubra!

Bom fim de semana! Tudo de Bom!

Abraços,

Marcos Aranha Ü


Publicado às 08h52.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


Para pontuar a vida

Olá amigos do Bem!

Alguns amigos mais próximos sabem que sou um colecionador de "folclores da Internet". Esta história rolou na Web há uns dois anos atrás e decidi publicá-la aqui no blog pois, todos os dias, bilhões de e-mails trafegam pelo mundo, e um simples errinho de pontuação pode gerar interpretações muito distintas e até problemas enormes. Divirtam-se e cuidem da pontuação da sua vida!

Abraços, Marcos Aranha ü

Para pontuar a vida

Um milionário estava doente, muito mal, nas últimas. Pediu papel e caneta, e com as mãos trêmulas, quase sem forças, escreveu assim:


Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do alfaiate nada aos pobres.

Morreu antes de conseguir pontuar a frase. Afinal, a quem deixava ele a fortuna?

O sobrinho fez a seguinte pontuação:
Deixo meus bens à minha irmã? Não!
A meu sobrinho.
Jamais será paga a conta do alfaiate.
Nada aos pobres.

A irmã chegou em seguida. Pontuou assim o escrito:
Deixo meus bens à minha irmã.
Não a meu sobrinho.
Jamais será paga a conta do alfaiate.
Nada aos pobres.

O alfaiate pediu cópia do original. Puxou a brasa pra sardinha dele:
Deixo meus bens à minha irmã? Não!
A meu sobrinho? Jamais!
Será paga a conta do alfaiate.
Nada aos pobres.

Aí, chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabido, fez esta interpretação:
Deixo meus bens à minha irmã? Não!
A meu sobrinho? Jamais!
Será paga a conta do alfaiate? Nada!
Aos pobres.

Conclusão: Cada um de nós pontua a vida de um jeito, através de nossas crenças e interesses.


Publicado às 00h21.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


O Regente e o Gerente

Olá!

Recebemos mais um texto do amigo do Bem, Persio Mandel. Este divertido texto retrata de uma maneira bem humorada uma situação que vemos dia-a-dia no mundo empresarial. Onde há falta de criatividade, inovação e talento empresarial, a solução acaba sempre sendo cortar, enxugar, despedir, em nome de uma pseudo-eficiência, já chamada de reengenharia no passado, e hoje adequação estrutural. Fica aqui algo para refletirmos.

Abraços, Tudo de Bom nesta linda quarts-feira! Marcos Aranha ü

O Regente e o Gerente

 

Um diretor de empresa recebeu um convite para assistir a um concerto onde seria
executada a Sinfonia Inacabada, de Franz Schubert. Como estava impossibilitado de
comparecer, passou o convite para o seu gerente de Organização, Sistemas e Métodos,
adepto ainda mais fervoroso da reengenharia.

Na manhã seguinte, o diretor perguntou se o gerente tinha gostado do concerto. Ao invés
de comentários sobre a música, ele recebeu o seguinte relatório:

Comunicação Interna nº 13/03

De: Gerência de Organização, Sistemas e Métodos

Para: Diretoria

Ref: Sinfonia Inacabada

1- Por um período considerável de tempo, os músicos com oboé não tinham o que fazer. Sua quantidade deveria ser reduzida e seu trabalho redistribuído pela orquestra, evitando assim picos de inatividade;

2- Todos os doze primeiros violinos tocavam notas idênticas. Isso parece ser uma duplicidade desnecessária de esforços e o contingente dessa seção deveria ser drasticamente reduzido. Se um alto volume de som fosse requerido, isso poderia ser obtido com o uso de um amplificador;

3- Muito esforço foi envolvido em tocar semitons. Isso parece ser um preciosismo desnecessário e seria recomendável que as notas fossem executadas no tom mais próximo.

Se isso fosse acordado, poder-se-ia utilizar estagiários em vez de profissionais;

4- Não havia utilidade prática em repetir com os metais a mesma passagem já tocada pelas cordas. Se toda esta redundância fosse eliminada, o concerto poderia ser reduzido de duas horas para apenas vinte minutos;

5- Enfim, sumarizando as observações anteriores, podemos concluir que se Schubert tivesse dado um pouco de atenção a esses pontos, talvez tivesse tido tempo de acabar sua sinfonia.

 

Reflexão:

 

O quanto nós estamos “bitolados” em práticas e modelos mentais que nos “cegam” para as coisas boas e simples da vida?


Publicado às 09h03.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


A decisão é só sua

Olá amigos do Bem!

Ontem foi um dia especial. Recebemos muitos e-mails de congratulações pelo sucesso de nosso blog do Bem!

Obrigado a todos que dedicaram um tempinho para compartilhar seus pensamentos e idéias para sugerir melhoras.

Hoje estamos publicando uma dica da amiga do Bem, Marina Toldi, que enviou um texto sobre auto-controle.

Abraços, Seja Feliz! Marcos Aranha ü

A decisão de agir, ou reagir, é só sua

Conta-se que um homem muito rico resolveu presentear um pobre no seu aniversário e ironicamente manda preparar uma bandeja cheia de lixo, e entregá-la.
Na presença de todos, o aniversariante recebe o presente com alegria, gentilmente agradece, e pede ao mensageiro que lhe aguarde um instante, pois gostaria de poder retribuir a gentileza.
Joga fora o lixo, lava e desinfeta a bandeja, enche-a de flores, e devolve-a com um cartão, onde está a frase:
"A gente dá o que tem de melhor ."

Acha difícil fazer o mesmo?

Mantenha sua serenidade.
A raiva só faz mal à sua saúde, o rancor estraga o seu fígado, a mágoa envenena o seu coração.
Domine suas reações emotivas. Seja dono de si mesmo.
Não jogue lenha no fogo de seu aborrecimento.
Esqueça e cuide da sua serenidade.
Mantenha sua calma. Pense, antes de falar, e aja. Não ceda à sua impulsividade.
"Guardar ressentimentos é como você tomar veneno e esperar que outra pessoa morra."


Publicado às 23h32.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


Just do it!

Olá amigos do Bem!

Boa semana! Que o Universo conspire a nosso favor para realizarmos o que queremos!

Para começar Bem a semana, a Cynthia Macedo e o Renato Secco estão compartilhando um texto de John Locke. A vida pode ser um pensar, um sentir, mas qualquer uma destas coisas, no fim, se resumirá numa ação. Inação ou omissão, são também ações. Portanto, façamos de nossas vidas uma boa ação.

Abraços, Sejam Felizes! Marcos Aranha ü

AS SUAS AÇÕES SÃO OS MELHORES INTÉRPRETES DOS SEUS PENSAMENTOS

John Locke


Algumas vezes os melhores planos resultam em... nada.
Algumas vezes a maior confiança em objetivos resulta em... nada.
Algumas vezes as mais incríveis oportunidades resultam em... nada.
Algumas vezes os mais profundos desejos resultam em... nada.

Planos, confiança, oportunidades e desejos ou qualquer outro predicado que você tenha, não são suficientes para empurrar uma bolinha de gude -- aquelas pequenas esferas de vidro já esquecidas em algumas regiões do Brasil. A despeito de todo o seu conhecimento em estratégia e tática, a despeito de toda a sua confiança em si mesmo ou em todos os seres do Olimpo, a despeito de tudo aquilo que a vida ofereça e a despeito de todo o desejo racional, emocional e instintivo do seu corpo, nada vai acontecer se você não fizer uma coisa -- uma única coisa simples: agir.

Agir -- agir sempre -- e dar o primeiro passo da jornada é o que garante que as engrenagens do Universo sejam postas para funcionar.

Mesmo uma ação pequena tem efeitos devastadores ao longo do tempo. Nada acontece antes de uma ação ser posta para funcionar. Na Bíblia, o livro mais vendido do planeta, a primeira frase é: No princípio criou Deus os céus e a terra. A frase não fala que no princípio Deus refletiu, ou teve autoconfiança, ou viu uma oportunidade, ou estabeleceu um objetivo, ou esperou a sorte, ou contou com sua equipe de trabalho. Nada disso. A frase usada tinha o verbo criar. Tudo começa com a ação.

Naturalmente, isso não significa que você deva agir cegamente; significa que você deve agir na hora de agir. Muitos de nós construímos castelos perfeitos em nossas mentes, mas não agimos para levantar uma pedra sequer. Imaginamos tudo o que poderíamos fazer, mas não fazemos coisa alguma, sempre buscando ótimas razões para tudo aquilo que não fazemos. Queremos melhorar nossas relações, desde que a outra pessoa mude, deixando a ação para ela.
Objetivamos tornar a qualidade de nossos produtos superior, desde que os funcionários façam um trabalho melhor, deixando a ação para eles. Pensamos em melhorar nosso trabalho, desde que a empresa nos pague mais, deixando a ação para a corporação. Sonhamos com nossa próxima casa, que será construída no futuro, desde que aquele bilhete de loteria seja premiado, deixando a ação para a sorte. Embora todas essas coisas possam acontecer, provocar mudanças positivas em nossa vida não é problema de outros. É problema nosso.
Lembre-se de que as palavras "desde que" não estão marcadas no calendário. Sua vida está.

Faça o que você puder agora, com aquilo que você já tem. Mesmo que pareça ser muito pouco. Mesmo que seja somente um gesto, uma palavra, um olhar.
Nenhuma ação é pequena demais, desde que seja uma ação. Se existe somente barro, use-o para construir tijolos e os tijolos para construir as paredes do seu sonho. Se nem mesmo barro você tem, use sapé. Mas faça alguma coisa.

Hoje é o dia para você pegar seus melhores ou piores planos, seus prováveis e improváveis projetos e dar um passo, fazendo aquela ligação, visitando aquele cliente, redesenhando seu produto ou empresa, enviando aquele e-mail, dando aquele sorriso e aquele abraço, andando pelo chão-de-fábrica,assistindo uma palestra, indo ao parque com seu filho, enviando um cartão pelo correio (sim, eu disse correio, não pela internet) ou até conversando com você, no espelho de casa.

Nada acontece somente por estar em sua mente. Preencha seus dias com ação que leve o Universo a devolver algum tipo de reação, e certos resultados,talvez até mesmo inesperados, sempre virão. As suas ações são os melhores intérpretes de seus pensamentos, como disse John Locke. Esta é, realmente, a única diferença entre quem faz e quem somente observa, quem vive e quem gostaria de viver. Madre Teresa de Calcutá não passou 50 anos planejando como ajudar as pessoas pobres. Ela simplesmente ajudava, e o resto aconteceu normalmente.

Portanto, faça algo agora.


Publicado às 23h10.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]

 
Previsão do dia



Linha Direta do Bem.

Clique aqui para nos escrever, mandar textos, sugestões, dicas do Bem, e elogios.

Outros sites
 Desenvolvimento Negócios & RH
 OW4Y Consulting
 ONG- SIDARTA -Educação
 ONG - Instituto Vladimir Herzog
 ONG- Corpore
 ONG Lua Nova
 ONG- Projeto Mutação
 ONG- Viva e Deixe Viver
 ONG - ADD - Assoc.Desportiva de Deficientes -
 ONG- Constelação
 ONG Casa do Sol
 ONG Teu sonho- meu sonho
 UOL
 Lembranças do capitão




Votação
Vote! Clique aqui e dê uma nota de 0 a 10 para o blog do Bem.


Histórico
11/08/2013 a 17/08/2013
04/08/2013 a 10/08/2013
10/02/2013 a 16/02/2013
12/08/2012 a 18/08/2012
05/08/2012 a 11/08/2012
03/06/2012 a 09/06/2012
22/04/2012 a 28/04/2012
11/03/2012 a 17/03/2012
17/07/2011 a 23/07/2011
05/06/2011 a 11/06/2011
15/05/2011 a 21/05/2011
27/03/2011 a 02/04/2011
27/02/2011 a 05/03/2011
20/02/2011 a 26/02/2011
26/12/2010 a 01/01/2011
19/12/2010 a 25/12/2010
07/11/2010 a 13/11/2010
31/10/2010 a 06/11/2010
03/10/2010 a 09/10/2010
19/09/2010 a 25/09/2010
01/08/2010 a 07/08/2010
13/06/2010 a 19/06/2010
06/06/2010 a 12/06/2010
09/05/2010 a 15/05/2010
02/05/2010 a 08/05/2010
21/03/2010 a 27/03/2010
14/03/2010 a 20/03/2010
07/03/2010 a 13/03/2010
07/02/2010 a 13/02/2010
13/12/2009 a 19/12/2009
06/12/2009 a 12/12/2009
15/11/2009 a 21/11/2009
08/11/2009 a 14/11/2009
01/11/2009 a 07/11/2009
18/10/2009 a 24/10/2009
11/10/2009 a 17/10/2009
27/09/2009 a 03/10/2009
20/09/2009 a 26/09/2009
13/09/2009 a 19/09/2009
06/09/2009 a 12/09/2009
23/08/2009 a 29/08/2009
16/08/2009 a 22/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
26/07/2009 a 01/08/2009
19/07/2009 a 25/07/2009
12/07/2009 a 18/07/2009
05/07/2009 a 11/07/2009
28/06/2009 a 04/07/2009
21/06/2009 a 27/06/2009
14/06/2009 a 20/06/2009
07/06/2009 a 13/06/2009
31/05/2009 a 06/06/2009
24/05/2009 a 30/05/2009
17/05/2009 a 23/05/2009
10/05/2009 a 16/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
26/04/2009 a 02/05/2009
19/04/2009 a 25/04/2009
05/04/2009 a 11/04/2009
29/03/2009 a 04/04/2009
22/03/2009 a 28/03/2009
15/03/2009 a 21/03/2009
08/03/2009 a 14/03/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
27/04/2008 a 03/05/2008
13/04/2008 a 19/04/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
24/02/2008 a 01/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
20/01/2008 a 26/01/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
23/12/2007 a 29/12/2007
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
02/12/2007 a 08/12/2007
25/11/2007 a 01/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
21/10/2007 a 27/10/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
07/10/2007 a 13/10/2007
30/09/2007 a 06/10/2007
23/09/2007 a 29/09/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
09/09/2007 a 15/09/2007
02/09/2007 a 08/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
12/08/2007 a 18/08/2007
05/08/2007 a 11/08/2007
29/07/2007 a 04/08/2007
22/07/2007 a 28/07/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
08/07/2007 a 14/07/2007
24/06/2007 a 30/06/2007
17/06/2007 a 23/06/2007
10/06/2007 a 16/06/2007
03/06/2007 a 09/06/2007
27/05/2007 a 02/06/2007
20/05/2007 a 26/05/2007
13/05/2007 a 19/05/2007
06/05/2007 a 12/05/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
15/04/2007 a 21/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
01/04/2007 a 07/04/2007
25/03/2007 a 31/03/2007
18/03/2007 a 24/03/2007
11/03/2007 a 17/03/2007
04/03/2007 a 10/03/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
18/02/2007 a 24/02/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
04/02/2007 a 10/02/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
14/01/2007 a 20/01/2007
07/01/2007 a 13/01/2007
31/12/2006 a 06/01/2007
24/12/2006 a 30/12/2006
17/12/2006 a 23/12/2006
10/12/2006 a 16/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006
26/11/2006 a 02/12/2006
19/11/2006 a 25/11/2006
12/11/2006 a 18/11/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
29/10/2006 a 04/11/2006
22/10/2006 a 28/10/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
08/10/2006 a 14/10/2006
01/10/2006 a 07/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
17/09/2006 a 23/09/2006
10/09/2006 a 16/09/2006
03/09/2006 a 09/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
13/08/2006 a 19/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
30/07/2006 a 05/08/2006
23/07/2006 a 29/07/2006
16/07/2006 a 22/07/2006
09/07/2006 a 15/07/2006
02/07/2006 a 08/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
18/06/2006 a 24/06/2006
11/06/2006 a 17/06/2006
04/06/2006 a 10/06/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
21/05/2006 a 27/05/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
26/02/2006 a 04/03/2006
19/02/2006 a 25/02/2006
12/02/2006 a 18/02/2006
05/02/2006 a 11/02/2006
29/01/2006 a 04/02/2006
22/01/2006 a 28/01/2006
15/01/2006 a 21/01/2006
08/01/2006 a 14/01/2006
01/01/2006 a 07/01/2006
25/12/2005 a 31/12/2005
18/12/2005 a 24/12/2005
11/12/2005 a 17/12/2005
04/12/2005 a 10/12/2005
27/11/2005 a 03/12/2005
20/11/2005 a 26/11/2005
13/11/2005 a 19/11/2005
06/11/2005 a 12/11/2005
30/10/2005 a 05/11/2005
23/10/2005 a 29/10/2005
16/10/2005 a 22/10/2005
09/10/2005 a 15/10/2005
02/10/2005 a 08/10/2005
25/09/2005 a 01/10/2005
18/09/2005 a 24/09/2005
11/09/2005 a 17/09/2005
04/09/2005 a 10/09/2005
28/08/2005 a 03/09/2005
21/08/2005 a 27/08/2005
14/08/2005 a 20/08/2005
07/08/2005 a 13/08/2005
31/07/2005 a 06/08/2005
24/07/2005 a 30/07/2005
17/07/2005 a 23/07/2005
10/07/2005 a 16/07/2005
03/07/2005 a 09/07/2005
26/06/2005 a 02/07/2005
19/06/2005 a 25/06/2005
12/06/2005 a 18/06/2005
05/06/2005 a 11/06/2005
29/05/2005 a 04/06/2005
22/05/2005 a 28/05/2005
15/05/2005 a 21/05/2005
08/05/2005 a 14/05/2005
24/04/2005 a 30/04/2005
17/04/2005 a 23/04/2005
10/04/2005 a 16/04/2005
03/04/2005 a 09/04/2005
27/03/2005 a 02/04/2005
20/03/2005 a 26/03/2005
13/03/2005 a 19/03/2005
06/03/2005 a 12/03/2005
27/02/2005 a 05/03/2005
20/02/2005 a 26/02/2005
13/02/2005 a 19/02/2005
06/02/2005 a 12/02/2005
30/01/2005 a 05/02/2005
23/01/2005 a 29/01/2005
16/01/2005 a 22/01/2005
09/01/2005 a 15/01/2005
02/01/2005 a 08/01/2005
26/12/2004 a 01/01/2005
19/12/2004 a 25/12/2004
12/12/2004 a 18/12/2004
05/12/2004 a 11/12/2004
28/11/2004 a 04/12/2004
21/11/2004 a 27/11/2004
14/11/2004 a 20/11/2004
07/11/2004 a 13/11/2004
31/10/2004 a 06/11/2004
24/10/2004 a 30/10/2004
17/10/2004 a 23/10/2004
10/10/2004 a 16/10/2004
03/10/2004 a 09/10/2004
26/09/2004 a 02/10/2004
19/09/2004 a 25/09/2004
12/09/2004 a 18/09/2004
05/09/2004 a 11/09/2004
29/08/2004 a 04/09/2004
22/08/2004 a 28/08/2004
15/08/2004 a 21/08/2004
11/07/2004 a 17/07/2004
04/07/2004 a 10/07/2004
27/06/2004 a 03/07/2004
20/06/2004 a 26/06/2004
13/06/2004 a 19/06/2004
06/06/2004 a 12/06/2004
30/05/2004 a 05/06/2004
23/05/2004 a 29/05/2004
16/05/2004 a 22/05/2004
09/05/2004 a 15/05/2004
02/05/2004 a 08/05/2004
25/04/2004 a 01/05/2004
18/04/2004 a 24/04/2004
11/04/2004 a 17/04/2004
04/04/2004 a 10/04/2004
28/03/2004 a 03/04/2004
21/03/2004 a 27/03/2004
14/03/2004 a 20/03/2004
07/03/2004 a 13/03/2004
29/02/2004 a 06/03/2004
22/02/2004 a 28/02/2004
15/02/2004 a 21/02/2004