blog do Bem!


Gente nova

Olá Amigos do Bem!

Estou saindo de viagem, mas antes quis parar aqui para compartilhar uma coisa que adoro, conhecer gente nova.

Ontem por exemplo, fomos a dois lugares novos, um happy hour na casa de um amigo americano (em horário de brasileiros pois todos chegaram depois das 9h00) e na Fiesta Wharton Brasil de ex-alunos da Wharton University.

Na casa do David, conhecemos gente nova, muitos estrangeiros, mas o que vou deixar aqui é o relato do papo com a Mariana que nos divertiu muito. Ela está namorando, mas segundo ela, o importante não é namorar qualquer um, mas aquele que já passou no teste básico dela.

Pensa que é loucura? Não. Todos nós temos algum critério para selecionar com quem nos relacionamos, mas ela tem um que é muito divertido.

Quando ela conhece um cara, ele é testado para então ela decidir se ele tem os talentos básicos para se tornar um candidato ao namoro.

Teste 1: ele tem que ter a coragem de matar baratas. Ela odeia e morre medo de baratas e esta função tem que ser feita por seu amado. Se o cara tiver medo, ele pode ser o príncipe da vida dela, mas ele não chegará nem perto das mãos dela.

Teste 2: ele tem que saber usar uma furadeira e fazer consertos manuais. Perguntei porque uma furadeira. "Sei lá, é o jeito que o cara segura, tem broca, é meio fálico, tem poder de furar." Pode rir, eu ri muito, cada um tem das suas. Se o cara passou nos dois primeiros testes, vem o mais difícil.

Teste 3: o cara tem que ganhar dela no jogo Master. O conhecimento dele será testado, e no mínimo deve vencer o dela. Ele tem que conhecer mais capitais europeias que ela. Se o cara não vencer, não serve para ela. Que vá procurar outra!

Na Fiesta Wharton Brasil, me senti numa festa de republica de filme americano dos anos 60. Tinha gente de vinte e poucos a de sessenta e poucos. A energia do lugar era americana, apesar do samba-rock que rolava. Incrível como o jeitão gringo permeou o jeitão das pessoas. Ao fim, todos curtiram animados o som do amigo Edu Muszkat, que foi o sensacional DJ da noite. A comida ficou por conta de uma ONG, uma idéia legal dos organizadores, se divertir e ajudar quem precisa.

Lá nós conversamos com a Ana Cristina. Ela trabalha nesta ONG, o Ateliê Acaia. Você já passou ali perto do Ceasa onde havia um enorme favelão? Pois é, aquilo tocou o coração de um grupo amigos, artístas e pessoal de gastronomia e resolveram fazer algo para mudar aquela dura realidade.

Criaram o Ateliê Acaia, que funciona das 8h00 às 20h00 dando aulas de artes plásticas, marcenaria (lembre-se que naquela região há muita madeira de paletes, caixas, etc que eram lixo e se tornaram matéria prima), culinária e serviços gerais. Na festa eles serviram um buffet de massas excelente. Os garotos e garotas que serviam, foram os mesmos que fizeram as massas, molhos e prepararam tudo. Muito bom. A alegria deles de estarem ali, foi transmitida a todos.

Fica aqui a dica. Quem quiser dar uma festa e ainda contribuir com esta ONG pode telefonar para 0xx11 3832-5804 e falar com a Fernanda ou a Ana Cristina. Quem quiser passar lá para conhecer e até ajudar: Ateliê Acaia - rua Dr. Avelino Chaves, 80 - Vila Leopoldina - e-mail: institutoacaia@terra.com.br .

Agora, fica aqui a reflexão aos que lá tiveram: Vocês tiveram a curiosidade de conhecer gente nova?

Abraços, Bom fim de semana!

Marcos Aranha ü


Publicado às 09h46.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


A arte de satisfazer o cliente

Olá Amigos do Bem!

Hoje, sexta feira, início de fim de semana para uns e início de férias para outros. Vou deixar uma história para pensar: A arte de satisfazer o cliente.

A continuação, quem tem filhos pequenos, encontrará uma dica para o sábado no Ibirapuera, e para quem vai de férias, ficam as dicas daqueles que responderam ao nosso e-mail "Onde você vai nas férias".

Tudo de Bom! Descanse! Revitalize-se! Seja Feliz!

Abraços, Marcos Aranha ü

A arte de satisfazer o cliente

Muitos administradores têm um sonho: criar um sistema que satisfaça o cliente e elimine problemas humanos. Algo longe de "achômetros", mensurável, perfeito. Alguns chegam quase a propor que o cliente se adapte ao sistema e não ele ao cliente, esquecendo-se do princípio da satisfação.

Todos nós somos clientes de alguém, já disse isto antes. Se acreditamos que merecemos ser tratados com respeito, atenção e exclusividade, por quê pensar que outros aceitarão serem tratados de outra forma? Apesar da resposta ser óbvia, administrador que é administrador, não desiste, e fica investindo em sistemas mais caros e sofisticados.

Vou contar o causo de uma rede de churrascarias nacional que virou multinacional. Advinhe, ao americanizar a administração, o até então competente gaúcho, começou a pensar que nunca soube nada de churrascarias.

Aqui no Brasil, em todas as cidades em que eles atuam, são conhecidos como atenciosos, prestativos, tratando os clientes com exclusividade, pelo nome. Lá na terrinha do Tio Sam, o manager diplomado disse que era ineficiente o trabalho e que seria necessário um sistema para atender todos os clientes dentro de um critério de satisfação, de um padrão de qualidade, com resultados mensuráveis. Criaram um sistema, um critério de avaliação de satisfação dos clientes. Bom, alguns clientes quem antes achavam tudo muito bom, começaram a observar coisas que não observavam, nem tinham importância, nem tinham notado. Mas como no sistema perguntavam, eles respondiam. Afinal quem gosta de parecer burro e responder que não sabe, não conhece, nem observou?

Em poucos dias o caos estava instalado. "Temos que fazer algo! Temos que contratar um especialista em qualidade de atendimento ao cliente." disse o manager desesperado. Chamaram um gringão amigo do manager que fez trocentas perguntas e deixou o gaúcho se sentindo mais incompetente ainda. Ele chegou a pensar em fechar o negócio de tão complicada que seria a solução e de tão caro custaria para solucionar tudo, implementando novos processos, treinamentos, redes internas, sistemas computadorizados de pedidos wireless, etc.

Felizmente, o gaúcho teve um estalo. "Bah! Sempre tratei meus clientes bem. Eles vem aqui, gostam, voltam sempre, trazem amigos. Isto deve querer dizer alguma coisa muito óbvia. O que faz o cliente vir aqui? O que é satisfação para eles, não para o nosso manager e este especialista?" Com seu jeito simplório, o gaúcho começou a conversar com cada cliente nos dias seguintes e notou que satisfação para cada cliente tinha sentimentos e significados muito diferentes. Notou que satisfazer os clientes com exclusividade é algo que envolve sentimentos e pensamentos não mensuráveis por pesquisas tradicionais. As perguntas do sistema eram tipo: Você está satisfeito com nosso atendimento? Você está satisfeito com nossos pratos? A carne é servida a seu gosto? E o cliente tinha de zero a 7 para responder.

Você já respondeu uma pesquisa assim? Pois é, quem pediu para você responder esqueceu do mais importante: perguntar para você o que você entende por atendimento, que pratos você está avaliando, o que é o seu gosto, qual é a sua base individual de comparação, quais são seus critérios pessoais de avaliação. Imagine uma pessoa que está acostumada a ir a um barbecue típico americano. Atendimento para ele é certamente muito diferente do que os gaúchos ofereciam. A fartura de pratos à disposição do cliente sem comparações. O gosto, que gosto? E lá carne americana tem gosto?

Pois é. Satisfazer o cliente é uma arte, não uma ciência. Uma arte pois devemos descobrir as expectativas, o que é insatisfação e satisfação para ele, não para nós. Pois cliente insatisfeito, além de deixar de ser cliente, vira inimigo. Pergunte-se: você já voltou a algum restaurante que te deixou insatisfeito? Será que o dono quis saber o que ele fez, ou deixou de fazer para insatisfazê-lo? Será que até hoje ele fica inventando coisas para satisfazer os clientes e ainda não entende porque ninguém volta?

Ainda bem que o gaúcho usou bom senso, sabedoria e foi falar com a única pessoa que interessava satisfazer: o cliente. Os novos critérios agora estão claros nos restaurantes, definidos pelo cliente, de cada cidade, e têm flexibilidade para serem alterados frequentemente, uma arte de se adaptar ao cliente, e não ele ao sistema. Pergunte se o manager diplomado ainda está trabalhando lá? Pergunte se o gaúcho está rico e seus negócios crescendo?

E você, será que seus clientes internos e externos estão satisfeitos com os serviços prestados por você? Você sabe o que eles esperam de você? Você sabe o que é satisfação para eles? Você sabe o que fazer para evitar a insatisfação deles? Se sua resposta é não para alguma delas, é bom deixar de achar coisas, de se esconder atrás de sistemas e ir ouvir diretamente de quem garante seu sucesso financeiro, seus clientes.

Sou consumidor de produtos e serviços das empresas de muitos que são meus amigos, e fico admirado de ver que eles nunca vieram me perguntar como me sinto ou penso a respeito. Todas as vezes que nos encontramos eles falam de casos de sucessos, mas jamais os vi interessados em ouvir a opinião deste cliente. Será que somos todos assim? Será que temos tanto medo de correr o risco de ouvir que somos incompetentes que preferimos ficar falando o quão bons somos?

Pois é, quando for atender a um cliente, lembre-se desta regra simples: saiba o que o satisfaz e o que o deixa insatisfeito, quais são as expectativas dele. Não tente adivinhar as expectativas dele, não tente dizer a ele que o que é bom para você será para ele também. Por mais que tentemos transformar a administração numa ciência, ela continuará sendo a arte de lidar com a complexidade dos Seres humanos.

leia as dicas abaixo...


Publicado às 03h00.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


continuação...

Dicas:

Milhares e milhares de crianças se acidentam em casa todos os anos. A ONG Criança Segura fará no dia 03, sábado, na praça da Paz do Ibirapuera, às 14h00, um show com a turma do Castelo Ra-tin-bum. Quem tem filhos pequenos, vale a dica enviada pelo Renato Secco.

Férias:

- Vá a qualquer lugar, mas desligue o celular, o computador, e leve livros de assuntos que nada tenham a ver com seu trabalho e cds com músicas que nunca escutou antes. Ana Maria

- curta sua família, fique com sua mulher, onde quer que possa ir. Tony

- Quer fazer algo totalmente diferente que os filhos jamais esquecerão? Vá acampar. É um aprendizado para todos. Se tiver com grana, alugue um motorhome que também é aconchegante. Visite este link com mais dicas : http://www2.uol.com.br/familiaaventura/reportagens/especial_campinginverno.shtml Patricia

- Vai ficar só. Não mais. Descobri que o Palas Athenas faz uma caminha filosófica muito legal. Tem de tudo! Gente legal e gente esquisita. Mas o guia é muito bem preparado para ajudar e nos fazer pensar. O site é este: http://www2.uol.com.br/familiaaventura/reportagens/caminhadas_filosoficas.shtml - Mariana

- Uma das coisas que farei com a molecada será uma caminhada na serra do Pico do Lopo, que fica em Extrema, a primeira cidade de MG na Fernão Dias, distante coisa de 80 km daqui de Mairiporã. Essa caminhada acaba num cume maravilhoso, de onde se tem uma vista imperdível da região, e frequentemente observamos e ouvimos macacos, aves diferentes etc. Do ponto onde se para o carro caminha-se apenas uma hora até o final, e tanto a caminhada como o pico em sí são maravilhosos. Dá pra sair de Sampa na boa numa manhã de domingo, fazer a caminhada e voltar antes do final da tarde pra casa - perfeito pra quem tem crianças. Johnny

Outra dica é fazer a mesma coisa só que na Pedra Grande, em Atibaia, um pico com 1.600m de altitude. Chega-se de carro até lá em cima (as vezes a estradinha tá ruim no final e paramos uns 800 metros antes do final. Lá em cima é enorme, uma manta de rocha por onde se caminha, a paisagem é muito bonita, com Atibaia bem abaixo. Lá decolam asas e gliders, e a galera escala e faz trekking. Uma dica é ficar na Pousada Pedra Grande, na beira da estrada que leva a pedra, e de lá subir caminhando por trilhas fáceis (mas um tanto empinadas...) Dá tranquilo pra fazer num só dia, e é um lugar maravilhoso pra e caminhar com os filhos, curtir o por do sol devagarinho.... Pra quem prefere o bate e volta, a dica é descer de lá de cima após o por do sol e comer uma deliciosa pizza de cogumelos na avenida Lucas Nogueira Garcez, em Atibaia. Tenho um amigo que está em Atibaia e recentemente começou a produzir com exclusividade no Brasil cinco espécies de cogumelos gastronômicos, e está fornecendo pra algumas pizzarias dalí. Johnny

- Mais suma - levar a garotada pra uma escalada em rocha facílima na Pedra do Santuário- que fica na cidadezinha de Pedra Bela, próxima de Pinhalzinho, pra dentro de Bragança Paulista. Dá uns 115 km de SP no máximo, dá pra ir de manhã, a via de escalada é uma brincadeira de criança, tudo devidamente protegido e sem riscos, e chegar ao alto da pedra do santuário, nuns 60 metros de escalada pra lá de básica. A paisagem é linda - 360 graus de montanhas e pastos verdinhos. Putz, acho que exagerei nas seis linhas que vc pediu... sorry. Johnny

(será que eu preciso dizer que o Johnny é um super-escalador e já desafiou os picos mais altos do mundo depois destas dicas?)

- Uma dica que pode ser um programa de família consiste em ir ao Museu da Casa Brasileira, que fica na Brigadeiro Faria Lima 2705 (tel 3032 2564/3727/2499) e assistir a Mostra de Design Popular da Bahia. Esta mostra reúne fotografias, vídeos, ilustrações e objetos que retratam a produção de pessoas que vivem em situação de exclusão e criam alternativas de criatividade e inovação. Aos domingos é livre a entrada e no Museu há um restaurante muito gostoso. A Mostra fica aberta até o dia 11 de julho. Pérsio

- Estive em Petrópolis, Itaipava, Teresópolis na semana passada e achei o máximo como cultura, lazer para quem gosta de trilhas "hard" e não podem deixar de visitar o Museu Imperial é bárbaro. Neiva

- Vou passar ferias AO LADO DOS MEUS FILHOS em Campos do Jordão!  Sem interferencias para interromper nossas conversas, mas ao lado deles para curtir eles enquanto ainda cabem no meu colo e querem me contar um segredo e eu ainda conseguir escutar. Kathryn

- Cuiabá, Chapada e pantanal, conhecer um pouco mais o Brasil por dentro. Se chover, plano B, acampamento Toca da Raposa, na região de Jaboticabal é muito legal. Calor garantido, estrutura boa e lugar bonito. Renato

- Ficar em São Paulo. Chicau

- Esquiar no Chile com minha família. Claudia

- Ir para Cuba descansar e fazer um curso de cinema. Julia

- Fazer um curso de esqui aquático em Orlando com o time de Cypress Gardens. Espetacular. Ariel

- Sumir! Desaparecer! Marcelo

- Mochilar na Europa e leste Europeu com minha família. Faço isto de dez em dez anos, desde os 15. É sempre diferente e encantador. Hélio

- Mi Buenos Aires querida, todos os invernos. Golf, muito golf. Pedro

- Vou para qualquer lugar, menos Campos do Jordão. Aquela cidade virou a coisa mais ridícula. É fila, congestionamento, falta de água e comida, assalto. Um show de novos ricos cafonas. Thomas


Publicado às 02h57.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


Nem tudo é Zen na minha vida

Olá Amigos do Bem!

Sempre me pedem para contar um pouco de minha vida, pois tem gente imaginando que sou Zen demais, estou virando monge, e já temem me convidar para coisas mais "mundanas". Para acabar com esta percepção, e compartilhar minha vida, decidi fazer hoje um blog tipo Caras, para desmistificar este Marcos Zen, e garantir que continuarei a ser convidado para as coisas boas e interessantes da vida.

Aqui em casa tem um ditado: "semana que começa com festa, termina com festa." É engraçado, mas a passada e esta, a agenda começou com só um compromisso e terminou cheia de convites interessantes, todos os dias.

Segunda feira, tivemos amigos para jantar em casa. Tentei novos experimentos na cozinha, que foram aprovados pelos valentes cobaias. Passei mais uma vez no teste, gostaram da comida e amanheceram bem. Agora vão mais duas idéias novas para o meu livro de receitas (viu mãe, viu Charlô, vocês são deuses na cozinha dos seus buffets, mas estou aprendendo apesar de me esconderem seus segredos). Para a sobremesa, a Tatiana trouxe docinhos da Mara Mello. Não conhecia, você conhece? Não? Então não morra sem comê-los. São uma perdição total! Deus te perdoará!

Terça fui ao evento dos queridos amigos Jaime e Cecilia Troiano - sobre Marcas - tendências mundiais. De tudo o que foi falado, uma coisa muito simples sobre o tema Marcas foi resumido numa historinha contada pelo Fenando Jucá. Ele que esteve num encontro na Kellogg University em Chicago (ah que saudades da minha querida cidade), aproveitou para dar uma fugida até o incrível Aquarium e ver uma baleia de perto, pela primeira vez na sua vida. Ao chegar ao local, ele tomou o elevador para chegar ao aquario delas. Junto com ele subiram muitas crianças e suas mães, todos muito excitados, como ele. Ao chegar ao andar, ele saiu por um lado e todos os outros pelo oposto. Ele foi ver as baleias. Após, resolveu ir checar o que as crianças estavam vendo e gritando histericamente. Ele foi chegando perto e via apenas um aquário pequenino e logo pensou que peixe raro estaria ali. Foi chegando mais perto e adivinhem que peixe era? Sim, ele, Nemo. Em resumo, toneladas e toneladas de commodity de baleias pouco valem quando comparadas com a marca Nemo, de um peixinho. Será que alguém sabe qual é o nome da espécie do Nemo? Nem interessa, não é mesmo? Nemo virou sinônimo de categoria. É isto aí, o poder de uma marca fica resumido nesta simples história.

Depois fui na comemoração dos sete anos da Impsat no Brasil. Esta empresa eu vi nascer, crescer, quase morrer, renascer, e voltar a crescer. É um fenômeno pós-estouro da bolha da Nasdaq. Ela deu a volta cima, e cresce com centenas de clientes. Foi bom rever muita gente legal que conheci nos tempos de Internet, e que me ajudaram quando iniciei o O Site (o primeiro lugar que o O Site existiu foi no meu quarto, o segundo uma mesa que a Paula Vivo me emprestou no minúsculo escritório da Impsat). Naquela época estava sem recursos financeiros, humanos, materiais e até mesmo de tempo. Sem eles, tudo teria sido muito mais difícil. Gente que é anônima, muito competente e que, sem elas, eu não teria jamais decolado. Fica aqui meu agradecimento a todos e meus Parabéns pelo sucesso!

Ontem fui ao lançamento do segundo, ou terceiro, ou quarto livro da divertida Chris Linnares - "Cinderela de saia justa". Quem viu a peça, ou leu o livro "Divas no divã", sabem como ela é insightful e consegue nos fazer rir com as desgraças femininas. O evento foi na Galeria do Romero Britto. Por sinal, quem for lá, procure pelo curador, Eduardo Muniz, que está defendendo sua tese na UFRJ sobre o Britto. Ele conhece profundamente a história da vida e da arte dele. Vale o papo e a aula, grátis.

Mas se você pensa que acabou, nã, nã, ni, nã, não, tem mais. Hoje terá a perfeição do Circo Imperial da China a convite do Visa, e amanhã festa dos ex-alunos de Wharton - a Wharton Fiesta Brasil na Octo da Vila Madalena, com a música comandada pelo amigo Edu Muszcat - sócio da MCD (www.mcd.com.br ).

Sábado, bom, ninguém é de ferro e será impossível me encontrar. Tempo de reabastecimento e equilíbrio. Estaremos internados lá no sítio, sem luz, sem telefone, sem nada. Só calma, água pura, ar puro, comida pura, meditação, yoga, trekking, e outras coisas revitalizantes, pois a semana que vem, já teremos convidados na segunda, e se o ditado é certo, será uma semana cheia, graças a Deus!

Bom, espero que agora os curiosos tenham saciado sua curiosidade.

Boa quinta feira! Seja Feliz!

Abraços,

Marcos Aranha ü

p.s.- por favor, também não fiquem com a percepção contrária, equivocada, de que minha vida é só balada, por descrever apenas uma semana. Equilíbrio é a chave.


Publicado às 00h11.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


E meio ano se foi...

Olá Amigos do Bem!

Ontem enviei aquele e-mail sobre as férias.
Recebi a resposta de um amigo que dizia: "Já estou de férias" onde ele relatava que a vida dele tinha mudado, e agora ele dava importância em equilibrá-la, após ele ter tido uma parada respiratória raríssima, e quase faleceu. Conheço-o bem, seus valores, sua vontade de viver, o bem que ele quer ao mundo, sua família. Fiquei chocado e ai decidi escrever o blog de hoje, pois às vezes pensamos que somos imortais e deixamos de lado coisas para depois.
 
Dia 30 de junho, meio ano se foi e é hora de balanço, senão, a próxima vez que notar estará pensando onde irá passar o reveillón. O perigo da vida é fazer planos uma vez ao ano e só revê-los no fim do período. A vida é uma constante mudança, e devemos planejar incansavelmente se queremos realmente melhorar.

Pare e avalie o que você está fazendo para chegar aos objetivos que tinha proposto para 2004. Pergunte-se: como eu estou materializando e concretizando minhas idéias e sonhos? O que eu fiz efetivamente de ações nestes últimos 180 dias para gerar os resultados que desejo?

Uma dica que deixo aqui:

- quase tudo neste planeta pode sair do mundo do "pensar/sentir" e ir direto para o mundo concreto através da "ação", desde que se tenha "vontade/atitude". Porém, tudo se torna mais eficiente, efetivo, lucrativo, quando, antes da ação da concretização, agimos na materialização, ou seja, com planejamento. É no ato de planejar que podemos verificar possíveis dificuldades, problemas, realidades, e encontrar soluções que nos ajudarão a chegar nos objetivos, e principalmente desenvolver nossa criatividade e inovação para transpor barreiras e impedimentos, com foco, mantendo viva a chama da vontade inicial.

Portanto, pare e planeje. Use o papel, esqueça a cabeça pois ela é uma traidora nesta horas. Se você quer emagrecer 12 quilos, planeje diminuir 2 quilos por mês que no fim do ano você chegará lá. Se quer melhorar seu rendimento cardíaco, comece treinando 15 minutos agora para correr a São Silvestre no fim do ano. Se quer comprar algo, economize, faça mais dinheiro ou ganhe mais dinheiro, e irá adquirir o que quer. Se quer crescer no seu negócio, analise o que ocorreu neste semestre e corrija os rumos re-planejando os próximos seis meses com foco nos seus clientes, internos e externos. Enfim, faça tudo isto você já sabe, mas no papel. 

Sonhe, pense, sinta, planeje, crie, faça! Just do it!

Pois é, meio ano se foi, e é uma boa hora para balanço. Afinal, esperamos ter mais meio ano para concretizar o que ficamos apenas sonhando este semestre passado.

Bom segundo semestre a Todos!

Abraços,

Marcos Aranha ü

p.s.- Se precisar de ajuda profissional, peça-nos pois vivemos de facilitar o planejamento e concretização de objetivos de vida e negócios de pessoas e empresas.


Publicado às 09h46.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


O sábio do Egito

Olá Amigos do Bem!

Hoje deixo uma história enviado pelo amigo do Bem!, Yves Mifano.

Abraços,

Bom Dia! Seja Feliz!

Marcos Aranha ü

O Sábio
 
Conta-se que no século passado, um turista ocidental foi à cidade do Cairo, no Egito, com o objetivo de visitar um famoso sábio.
O turista ficou surpreso ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples e cheio de livros. As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.
 
- Onde estão seus móveis? perguntou o turista.
E o sábio, bem depressa olhou ao seu redor e perguntou também:
- E onde estão os seus...?
- Os meus?! surpreendeu-se o turista.
- Mas estou aqui só de passagem!
- Eu também... - concluiu o sábio.
 
"A vida na Terra é somente uma passagem...No entanto, alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente, e esquecem de serem felizes."
 
"NÃO SOMOS SERES HUMANOS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL....SOMOS SERES ESPIRITUAIS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA HUMANA."
 
Minha amiga e 1a. editora do portal O Site, Rosana Hermann, há muito definiu o que ela quer escrito em sua lápide após ter vivido intensamente:
"Era só o que me faltava."
 
Para mim, acho que esta frase resume bem o espírito de quem experienciou a vida.

Publicado às 00h36.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


Clientes, eu vos amo!

Olá Amigos do Bem!

Vocês já tiveram a síndrome da tristeza do fim do mês? Já sentiram a pressão de mais um mês chegando ao fim e o faturamento aquém do estimado? Já sentiram na pele a aflição de não entender o que está acontecendo com aqueles clientes que pediram orçamento e desapareceram, ou não responderam mais a seu chamado? Já sentiram a pressão de tomar a decisão "stop-or-go" (ir ao banco pedir mais grana para continuar com este negócio ou fechar isto agora, e partir para outra)?

Garanto que sim! Seja como empregado, empreendedor ou empresário, todos nós saímos da cama para fazer apenas três coisas: Sermos Felizes, Encontrarmos Novas Oportunidades para crescermos/desenvolvermos e Ganharmos para Satisfazer Nossas Necessidades e Desejos (amor a gente pode continuar na cama). Se estes motivos não forem satisfeitos, baterá a insatisfação, e com ela, poderá bater a tristeza, a grande inimiga, a imobilizadora da vida.

E o que pode nos ajudar a obter tudo isto? A resposta é simples "Servir", sim, deixar nosso "Ser" "vir". Para isto, devemos dar o melhor do nosso Ser ao próximo. Assim, ele poderá se sentir feliz, encontrar uma oportunidade que sozinho não podia encontrar, e ampliar as possibilidades de fazer/ganhar dinheiro. Todos nós, Seres humanos temos talentos e competências para algumas coisas, para outras, somos incompetentes, daí necessitarmos de outro "Ser" "vir" para nos ajudar a crescer/desenvolver.

Para isto, comercialmente falando, deixamos de chamar o outro Ser humano de "próximo" e o chamamos de Cliente. Todos nós precisamos de Clientes. Sem eles, empregados perdem seus empregos, Empreendedores vêem seus empreendimentos deixarem de se concretizar, e Empresários vêem seus negócios falindo. Todos somos clientes de alguém.

Portanto a Lei do relacionamento dos Seres humanos, dar e receber, trocar, comercialmente falando, nada mais é que um cliente oferecer ao outro o melhor produto ou serviço, comprando e vendendo. Estamos aqui para trocar, e fazemos isto constantemente, queiramos ou não, tenhamos consciência ou não.

Mas se não encontramos Clientes, como podemos deixar o nosso Ser vir? Como podemos transformar nossos produtos ou serviço em grana? Como podemos Ser feliz, Encontrar oportunidades de crescer, fazer/ganhar grana? Fica difícil, não? Quando se toma a decisão de viver, produzir e crescer, sem clientes, nada é possível.

Portanto, ao encontrar seu próximo cliente, interno ou externo, lembre-se que ele é exatamente como você, um Ser humano que sai da cama e quer Ser feliz, Encontrar oportunidades de crescer, fazer/ganhar grana e para isto, também precisará ter os clientes dele.

Se você satisfizer ou superar o desejo dele, resolver aquilo que ele não tem competência para fazer sozinho, ele irá retribuir a você com lealdade, caso contrário, ele continuará pensando que não precisa de você.

Se você está empregado, empreendendo, empresáriando ou simplesmente vivendo, imprima esta frase e ponha num lugar para se lembrar todos os dias e evitar aquelas perguntinhas de fim de mês:

"Clientes, eu vos amo! Eu preciso de vocês. Vocês são os possibilitadores da expressão do meu Ser e da realização de minhas vontades. A vocês eu ofereço, e sempre oferecerei o meu melhor, pois assim terei possibilidades de gerar felicidade, oportunidades de crescimento, fazer grana, para vocês e para mim. Uma troca justa, ganha-ganha."

Marcos Aranha ü


Publicado às 07h33.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]


Imitar

Olá Amigos do Bem!

Deixo aqui este texto que recebi de dois leitores do Bem!.

Abraços, Boa semana! Seja Feliz!

Marcos Aranha Ü

Imitar

Um homem vinha caminhando pela floresta quando viu uma raposa que perdera as pernas, e perguntou-se a si mesmo como ela faria para sobreviver.

Viu então um tigre se aproximando com um animal abatido na boca.

O tigre saciou a sua fome e deixou o resto da presa para a raposa.

No dia seguinte, Deus alimentou a raposa usando o mesmo tigre.

O homem maravilhou-se da grandiosidade de Deus e disse a si mesmo:

- Também eu irei me recolher num canto, com plena confiança em Deus, e ele há de prover tudo o que eu precisar.

Assim fez. Mas durante muitos dias nada aconteceu. Estava já quase às portas da morte quando ouviu uma voz:

- Ó, tu que estás no caminho do erro, abre os olhos para a verdade! Segue o exemplo do tigre e pára de imitar a raposa aleijada.

 

(Histórias da Alma, Histórias do Coração - Editora Pioneira)

 

Devemos mudar nossa conduta, deixando de imitar os outros e olhar o mundo  pela “lente do espelho retrovisor”.

É como diz a letra da música: “Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”...


Publicado às 21h27.
Antes de agir, pergunte-se: estou consciente das consequencias e responsabilidades do meu ato?




[[ Clique aqui e indique para um amigo. ]]

 
Previsão do dia



Linha Direta do Bem.

Clique aqui para nos escrever, mandar textos, sugestões, dicas do Bem, e elogios.

Outros sites
 Desenvolvimento Negócios & RH
 OW4Y Consulting
 ONG- SIDARTA -Educação
 ONG - Instituto Vladimir Herzog
 ONG- Corpore
 ONG Lua Nova
 ONG- Projeto Mutação
 ONG- Viva e Deixe Viver
 ONG - ADD - Assoc.Desportiva de Deficientes -
 ONG- Constelação
 ONG Casa do Sol
 ONG Teu sonho- meu sonho
 UOL
 Lembranças do capitão




Votação
Vote! Clique aqui e dê uma nota de 0 a 10 para o blog do Bem.


Histórico
11/08/2013 a 17/08/2013
04/08/2013 a 10/08/2013
10/02/2013 a 16/02/2013
12/08/2012 a 18/08/2012
05/08/2012 a 11/08/2012
03/06/2012 a 09/06/2012
22/04/2012 a 28/04/2012
11/03/2012 a 17/03/2012
17/07/2011 a 23/07/2011
05/06/2011 a 11/06/2011
15/05/2011 a 21/05/2011
27/03/2011 a 02/04/2011
27/02/2011 a 05/03/2011
20/02/2011 a 26/02/2011
26/12/2010 a 01/01/2011
19/12/2010 a 25/12/2010
07/11/2010 a 13/11/2010
31/10/2010 a 06/11/2010
03/10/2010 a 09/10/2010
19/09/2010 a 25/09/2010
01/08/2010 a 07/08/2010
13/06/2010 a 19/06/2010
06/06/2010 a 12/06/2010
09/05/2010 a 15/05/2010
02/05/2010 a 08/05/2010
21/03/2010 a 27/03/2010
14/03/2010 a 20/03/2010
07/03/2010 a 13/03/2010
07/02/2010 a 13/02/2010
13/12/2009 a 19/12/2009
06/12/2009 a 12/12/2009
15/11/2009 a 21/11/2009
08/11/2009 a 14/11/2009
01/11/2009 a 07/11/2009
18/10/2009 a 24/10/2009
11/10/2009 a 17/10/2009
27/09/2009 a 03/10/2009
20/09/2009 a 26/09/2009
13/09/2009 a 19/09/2009
06/09/2009 a 12/09/2009
23/08/2009 a 29/08/2009
16/08/2009 a 22/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
26/07/2009 a 01/08/2009
19/07/2009 a 25/07/2009
12/07/2009 a 18/07/2009
05/07/2009 a 11/07/2009
28/06/2009 a 04/07/2009
21/06/2009 a 27/06/2009
14/06/2009 a 20/06/2009
07/06/2009 a 13/06/2009
31/05/2009 a 06/06/2009
24/05/2009 a 30/05/2009
17/05/2009 a 23/05/2009
10/05/2009 a 16/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
26/04/2009 a 02/05/2009
19/04/2009 a 25/04/2009
05/04/2009 a 11/04/2009
29/03/2009 a 04/04/2009
22/03/2009 a 28/03/2009
15/03/2009 a 21/03/2009
08/03/2009 a 14/03/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
22/02/2009 a 28/02/2009
15/02/2009 a 21/02/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
16/11/2008 a 22/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
10/08/2008 a 16/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
25/05/2008 a 31/05/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
27/04/2008 a 03/05/2008
13/04/2008 a 19/04/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
24/02/2008 a 01/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
20/01/2008 a 26/01/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
23/12/2007 a 29/12/2007
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
02/12/2007 a 08/12/2007
25/11/2007 a 01/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
21/10/2007 a 27/10/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
07/10/2007 a 13/10/2007
30/09/2007 a 06/10/2007
23/09/2007 a 29/09/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
09/09/2007 a 15/09/2007
02/09/2007 a 08/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
12/08/2007 a 18/08/2007
05/08/2007 a 11/08/2007
29/07/2007 a 04/08/2007
22/07/2007 a 28/07/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
08/07/2007 a 14/07/2007
24/06/2007 a 30/06/2007
17/06/2007 a 23/06/2007
10/06/2007 a 16/06/2007
03/06/2007 a 09/06/2007
27/05/2007 a 02/06/2007
20/05/2007 a 26/05/2007
13/05/2007 a 19/05/2007
06/05/2007 a 12/05/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
15/04/2007 a 21/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
01/04/2007 a 07/04/2007
25/03/2007 a 31/03/2007
18/03/2007 a 24/03/2007
11/03/2007 a 17/03/2007
04/03/2007 a 10/03/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
18/02/2007 a 24/02/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
04/02/2007 a 10/02/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
14/01/2007 a 20/01/2007
07/01/2007 a 13/01/2007
31/12/2006 a 06/01/2007
24/12/2006 a 30/12/2006
17/12/2006 a 23/12/2006
10/12/2006 a 16/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006
26/11/2006 a 02/12/2006
19/11/2006 a 25/11/2006
12/11/2006 a 18/11/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
29/10/2006 a 04/11/2006
22/10/2006 a 28/10/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
08/10/2006 a 14/10/2006
01/10/2006 a 07/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
17/09/2006 a 23/09/2006
10/09/2006 a 16/09/2006
03/09/2006 a 09/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
13/08/2006 a 19/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
30/07/2006 a 05/08/2006
23/07/2006 a 29/07/2006
16/07/2006 a 22/07/2006
09/07/2006 a 15/07/2006
02/07/2006 a 08/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
18/06/2006 a 24/06/2006
11/06/2006 a 17/06/2006
04/06/2006 a 10/06/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
21/05/2006 a 27/05/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
09/04/2006 a 15/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
26/03/2006 a 01/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
12/03/2006 a 18/03/2006
05/03/2006 a 11/03/2006
26/02/2006 a 04/03/2006
19/02/2006 a 25/02/2006
12/02/2006 a 18/02/2006
05/02/2006 a 11/02/2006
29/01/2006 a 04/02/2006
22/01/2006 a 28/01/2006
15/01/2006 a 21/01/2006
08/01/2006 a 14/01/2006
01/01/2006 a 07/01/2006
25/12/2005 a 31/12/2005
18/12/2005 a 24/12/2005
11/12/2005 a 17/12/2005
04/12/2005 a 10/12/2005
27/11/2005 a 03/12/2005
20/11/2005 a 26/11/2005
13/11/2005 a 19/11/2005
06/11/2005 a 12/11/2005
30/10/2005 a 05/11/2005
23/10/2005 a 29/10/2005
16/10/2005 a 22/10/2005
09/10/2005 a 15/10/2005
02/10/2005 a 08/10/2005
25/09/2005 a 01/10/2005
18/09/2005 a 24/09/2005
11/09/2005 a 17/09/2005
04/09/2005 a 10/09/2005
28/08/2005 a 03/09/2005
21/08/2005 a 27/08/2005
14/08/2005 a 20/08/2005
07/08/2005 a 13/08/2005
31/07/2005 a 06/08/2005
24/07/2005 a 30/07/2005
17/07/2005 a 23/07/2005
10/07/2005 a 16/07/2005
03/07/2005 a 09/07/2005
26/06/2005 a 02/07/2005
19/06/2005 a 25/06/2005
12/06/2005 a 18/06/2005
05/06/2005 a 11/06/2005
29/05/2005 a 04/06/2005
22/05/2005 a 28/05/2005
15/05/2005 a 21/05/2005
08/05/2005 a 14/05/2005
24/04/2005 a 30/04/2005
17/04/2005 a 23/04/2005
10/04/2005 a 16/04/2005
03/04/2005 a 09/04/2005
27/03/2005 a 02/04/2005
20/03/2005 a 26/03/2005
13/03/2005 a 19/03/2005
06/03/2005 a 12/03/2005
27/02/2005 a 05/03/2005
20/02/2005 a 26/02/2005
13/02/2005 a 19/02/2005
06/02/2005 a 12/02/2005
30/01/2005 a 05/02/2005
23/01/2005 a 29/01/2005
16/01/2005 a 22/01/2005
09/01/2005 a 15/01/2005
02/01/2005 a 08/01/2005
26/12/2004 a 01/01/2005
19/12/2004 a 25/12/2004
12/12/2004 a 18/12/2004
05/12/2004 a 11/12/2004
28/11/2004 a 04/12/2004
21/11/2004 a 27/11/2004
14/11/2004 a 20/11/2004
07/11/2004 a 13/11/2004
31/10/2004 a 06/11/2004
24/10/2004 a 30/10/2004
17/10/2004 a 23/10/2004
10/10/2004 a 16/10/2004
03/10/2004 a 09/10/2004
26/09/2004 a 02/10/2004
19/09/2004 a 25/09/2004
12/09/2004 a 18/09/2004
05/09/2004 a 11/09/2004
29/08/2004 a 04/09/2004
22/08/2004 a 28/08/2004
15/08/2004 a 21/08/2004
11/07/2004 a 17/07/2004
04/07/2004 a 10/07/2004
27/06/2004 a 03/07/2004
20/06/2004 a 26/06/2004
13/06/2004 a 19/06/2004
06/06/2004 a 12/06/2004
30/05/2004 a 05/06/2004
23/05/2004 a 29/05/2004
16/05/2004 a 22/05/2004
09/05/2004 a 15/05/2004
02/05/2004 a 08/05/2004
25/04/2004 a 01/05/2004
18/04/2004 a 24/04/2004
11/04/2004 a 17/04/2004
04/04/2004 a 10/04/2004
28/03/2004 a 03/04/2004
21/03/2004 a 27/03/2004
14/03/2004 a 20/03/2004
07/03/2004 a 13/03/2004
29/02/2004 a 06/03/2004
22/02/2004 a 28/02/2004
15/02/2004 a 21/02/2004